domingo, 19 de agosto de 2012

OS PODRES PODERES CIDADE DA MÚSICA.

www.oesterj.blogspot.com.br                                                                                   










OS PODRES PODERES   Cidade da Música: auditoria aponta indícios de fraude e superfaturamento Equipamentos teriam sido adquiridos com valor sete vezes maior que no mercado. Um relatório preliminar da auditoria da Cidade da Música, na Barra da Tijuca, revelou que seriam necessários R$ 150 milhões para concluir a obra. No documento, resultado de quatro meses de investigação e assinado por quatro órgãos da prefeitura, há indício de que a compra de materiais foi feita de forma fraudulenta e que houve aquisição de equipamentos com valor sete vezes maior que de mercado. Tempo de investigação da Cidade da Música foi ampliado. A Cidade da Música começou a ser construída em 2003. Várias inaugurações previstas foram adiadas, e a obra já custou R$ 409 milhões aos cofres públicos. Os auditores criticam ainda a falta de licitação. No relatório, é citado que microfones foram adquiridos por R$ 15.556,80 cada, quando o valor médio seria R$ 2.227. No caso de amplificadores, foram pagos R$ 33.200, mas o preço de mercado é de R$ 5.500. O superfaturamento chegaria a R$ 1.331.137,22. Não é difícil mostrar que nós somos governados é administrado por ratos é só nós compararmos o tamanho das obras civis com as obras públicas ver o preço que elas cobram para vender seus imóveis,elas vendem um apartamento já obtendo seu lucro nos gastos da construção e comparar o preço que sai uma obra pública gastando a mesma quantidade de material. 

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

CÂMARA MUNICIPAL DO RJ JÁ TEM CÓDIGO DE ÉTICA

 





imagem da câmara municipal do rj



quinta-feira, 2 de abril de 2009.

Câmara já tem um Código de Ética.






CPI DOS ÔNIBUS

 Câmara Municipal do Rio aprovou, por unanimidade, nesta quinta-feira, dia 26 de março, o Projeto de Resolução nº 1/2005, que cria o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. A proposta é de autoria da Mesa Diretora, lideranças partidárias e das comissões permanentes da Casa. A redação final do projeto será votada na próxima semana e, em seguida, promulgada. A proposta cria o Conselho de Ética, composto por sete membros, entre eles, um Presidente e um Relator, que terá, entre outras atribuições, instaurar processo disciplinar e aplicar penalidades que vão desde a suspensão temporária até a cassação do mandato. O projeto também define os atos incompatíveis com o decoro parlamentar como praticar tráfico de influência com favorecimento de terceiros e; relatar e votar matéria de interesse de pessoa física ou jurídica, que tenha contribuído para o financiamento de sua campanha eleitoral. Em entrevista coletiva a imprensa, o presidente da Câmara Municipal do Rio, vereador Jorge Felippe (PMDB) afirmou que a aprovação do Código de Ética foi um avanço desta nova legislatura, resultado do esforço conjunto de todos os parlamentares da Casa. - A Câmara do Rio discute o Código de Ética há 21 anos. A primeira proposta foi apresentada pelo então vereador Oswaldo Luís, em 1987. Já foram inúmeras tentativas para aprová-lo. Conseguimos somente agora. Ainda não é um Código que preenche todos os requisitos, mas representa a vontade de diversas correntes políticas desta Casa de Leis, esclareceu Jorge Felip
pe.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

BRASIL UM PAÍS DE FALSA DEMOCRACIA


PAÍS RICO É PAÍS SEM CORRUPÇÃO!!!


ONDE É QUE SER VER A SUA OPINIÃO SOBRE A COPA DE 2014 E A OLIMPÍADA DE 2016. (OLIM   PIADA)




quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Num país onde a saúde pública é um caos deixando muito a desejar onde a educação pública e também um caos a segurança pública um caos, onde a Justiça para políticos corruptos e cega e aleijada onde se gasta em obras super faturadas obras essa que temos como exemplo do PAN 2007 no Rio de Janeiro. Num país onde não dão prestação de contas de gasto com dinheiro público detalhadamente como deveria ser porque toda obra tem gastos com materiais e mão de obra e esses materiais tem preço seja o concreto, o cimento, a ferragem, etc. E também da para saber a quantidade a ser gasta de matérias e o preço total da obra antes mesmo de começar. As nações que apoiaram essa palhaçada sabendo que o Brasil é sim em primeiro lugar um país grande em corrupção demonstram assim que são farinha do mesmo saco.
Onde uma obra civil não pública do mesmo tamanho sai muito mais barato do que a pública  até  10 vezes mais, e esses políticos vem falando em fazer Olimpíadas, Copa do Mundo sem ao menos amenizar os grandes problemas que vem afligindo a sociedade brasileira igualmente suja a mídia é defendendo ou se calando onde todos sabem que ocorrerá roubos e mais roubos nas obras que serão realizadas, então eu não sei você mas vejo que somos governados e administrados por ratos.